sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Banda progressiva Focus tocará em Niterói

Após a inglesa Renaissance ter feito uma apresentação no Teatro Municipal de Niterói - nem perguntem como foi, pois eu não pude ir e não conheço quem foi - outra banda de rock progressivo chega a Niterói para se apresentar no mesmo teatro: a holandesa Focus. 

A apresentação será em setembro e bem provável que eu não vá, devido ao alto preço do ingresso, embora mais barato que o do Renaissance. Estou com dificuldades financeiras e o golpe de 2016 criou dificuldades para eu sair dela.

A Focus é a banda mais conhecida do rock progressivo holandês. Como sabem, quase todos os países mais conhecidos tiveram pelo menos uma banda de rock progressivo. Para quem não sabe, progressivo é um tipo de rock amadurecido e altamente sofisticado que inclui influências de música erudita e jazz, além de letras inteligentes e muito bem elaboradas. Seu público costuma ser altamente intelectualizado e sensível a belas melodias.

A Focus surgiu em 1969 e era claramente influenciada pela música erudita, além de pitadas de hard rock. Seu álbum mais famoso, Moving Waves, lançado meses após o meu nascimento, em 1971, tem influência inclusive de música barroca (item presente em bandas progressivas como a inglesa Gentle Giant e a escocesa Jethro Tull). Eu tive a oportunidade de ouvir o álbum todo, que é maravilhoso. Recomendo a audição no áudio abaixo desta postagem.

A Focus já chegou a tocar no Brasil em março de 2012 na turnê inciada em 2011 para comemorar os 40 anos de lançamento de Moving Waves. Como na maioria esmagadora das apresentações de estrangeiros no Brasil, apenas estados do sul e sudeste foram contempladas com apresentações da banda.

O fato do Focus e do Renaissance virem a Niterói revela que deve ter algum produtor interessado em rock progressivo na cidade. Estranhamente o rock aqui anda em baixa e o progressivo - considerado chato pela maioria das pessoas - mais impopular ainda.

Mesmo assim deve haver uma cera quantidade de fãs do progressivo que mesmo isolados, seguem fiéis ao gênero, para que iniciativas como esta possam ser feitas. Se a iniciativa de trazer uma banda progressiva se repetiu, e porque a apresentação do Renaissance foi um sucesso. Aguardemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.